Aceleradoras aumentam as chances do negócio dar certo

Para esclarecer algumas dúvidas sobre Aceleradoras de negócio online o Jornal Contábil entrevistou o Brunno Galvão especialista em empreendedorismo e empresário da Bootstrapper Aceleradora de Negócios.

1- O que é uma aceleradora?

Aceleradoras são empresas cujo objetivo principal é apoiar e investir no desenvolvimento de startups.

2- Como entrar em uma aceleradora de startup?

De uma maneira geral você deve ter um projeto que já  tenha um modelo de negócio claro, minimamente testado e funcionando. Isso não é obrigatório, mas é um ponto que diferencia que está procurando uma aceleradora. Se você ainda está na etapa da ideia, procure identificar de maneira clara qual o problema que pretende resolver, crie uma solução, um modelo financeiro e coloque seu projeto piloto para rodar. Nem sempre a grande ideia é uma ideia inédita ou realmente “grande”. Procure um Market fit, comece pequeno, encontre um nicho dentro do mercado onde quer empreender. A possibilidade de sucesso aumenta. Validar a ideia e apresentar resultado já te coloca bem na frente na busca de investimento. Na minha aceleradora, por exemplo, foco na base da pirâmide. Participo do processo desde a ideia até o final da ponta, no investimento. Esse é um diferencial do meu programa Bootstrapper para o resto do mercado.

3- Aceleradoras fazem investimentos financeiros?

Existem alguns tipos de investimentos disponíveis no mercado para quem está começando a empreender. No Bootstrapping o empreendedor tira dinheiro do próprio bolso para investir na empresa. De forma geral toda startup começa adotando esse sistema até conseguir investimentos maiores; No Investimento-Anjo existe uma pessoa física que investe no seu negócio; Capital semente ou “seed” é quando o aporte é feito para empresas que ainda não se firmaram, mas que já tem produtos ou serviços lançados no mercado e algum faturamento; As incubadoras criam e desenvolvem pequenas e micro empresas, dando suporte técnico, gerencial, administrativo e mercadológico.

E as Aceleradoras, apesar de serem um tipo moderno de incubadoras de empresas, têm uma metodologia mais complexa. Há o apoio de maneira  financeira, oferecendo consultoria, treinamento e participação em eventos durante um período específico, que pode ser de três a oito meses. Em troca, as aceleradoras recebem uma participação acionária.

4- Quais tipos de empresas as aceleradoras procuram para investir?

As aceleradoras procuram investir em negócios que apresentam um grande potencial de crescimento em um curto período de tempo, modelos de negócios escalonáveis. Isso reflete as intenções de quem está por trás destes dois tipos de organizações. As aceleradoras oferecem um capital em investimento e passam a ter uma participação na empresa. Agora um detalhe: É como o nome já diz. Acelera! Consiga resultados relevantes em um curto período, para que os investidores mantenham seu apoio e investimento.

5- Em quanto ao MEI, é viável buscar uma aceleradora?

Sim, inclusive num primeiro momento, para quem está iniciando um negócio o MEI é a melhor alternativa na abertura do CNPJ. As taxas são muito baixas e o MEI permite um faturamento de até R$80.000,00 ao ano para o empreendedor. Há ainda uma facilidade: Por lei, todo contador é obrigado a abrir uma MEI de maneira gratuita.

6- Por que eu deveria contratar o serviço de uma aceleradora?

Por todo o suporte que a aceleradora pode dar. Fazer um negócio funcionar, independente do dinheiro investido, não é tarefa fácil. Uma aceleradora de startups é uma organização criada com o objetivo de ajudar negócios em fase inicial a crescerem através de mentorias específicas, aporte financeiro, canais de networking, compartilhamento de carteira de clientes… Normalmente numa aceleradora os investidores são experientes, tem histórico de sucessos e fracassos. Eles tem um conhecimento prático para passar, não é só teórico. Experiência que vale ouro para quem está começando.

7- Qual os benefícios que uma aceleradora traz para minha empresa e o mercado?

O maior benefício é o suporte. Apesar do nível de exigência e cobrança serem muito altos para quem está sendo acelerado, o processo acaba de fato fazendo a empresa ganhar estofo bem mais rápido. O crescimento dentro do negócio não ganha só em velocidade mas em solidez também. Dessa maneira as empresas ficam mais preparadas para a jornada do empreendimento, fecham menos e o mercado fica mais competitivo. Ganha o consumidor e a economia do país.

8- Quais as características positivas e negativas de ter uma aceleradora privada?

Só consigo pensar em aspectos positivos. A burocracia é muito menor, todo o processo é mais ágil.

9- No Brasil atualmente é necessário aceleradoras para emplacar uma startup?

Não é necessário, mas como dito anteriormente, é de grande auxílio.

10- Mas porque as aceleradoras startups auxiliam as empresas?

Para fomentar o ecossistema de startups, a cultura empreendedora e o investimento em novas tecnologias. Essa é a missão de quem tem uma aceleradora. Claro que acredita-se que a startup investida dará retorno, óbvio. Mas participar do surgimento de algum empreendimento que ajude a resolver algum problema da sociedade é uma sensação maravilhosa para o investidor.

Fonte: JornalContabil | 05/07/2019

Últimas Publicações

© 2018 | Desenvolvido por: TBrWeb